By Marcos Oliveira,

Compartilhamento via Samba

O Samba é um “software servidor” para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes.

Instale o protocolo samba:

apt-get install samba

Por comando vc deve utilizar o comando tipo esse exemplo, supondo que o ip da máquina Windows seja 192.168.1.107:

smbclient -L 192.168.1.101 -U marcos

Será listados os itens compartilhados, então você acessá-los com o comando simples:

mount -t smbfs //servidor/arquivos /mnt/smb

Caso haja algum problema rode o comando

testparm

Ele exibirá um dump das configurações após lhe solicitar um [enter].Nesse caso você deverá configurar um Samba com PDC (Primary Domain Controller, Controlador de Domínio Primário) , se tudo tiver certo exibirá um “ROLE_DOMAIN_PDC”.Caso contrário configure o samba no arquivo

/etc/samba/smb.conf

Com as configurações tipo do exemplo abaixo:

[global]
netbios name = SERVIDOR
workgroup = DOMINIO
server string = Samba %v
dns proxy = no
log file = /var/log/samba/log.%m
max log size = 1000
syslog = 0
panic action = /usr/share/samba/panic-action %d
domain master = yes
domain logons = yes
preferred master = yes
logon path =
os level = 33
wins support = yes

Por modo gráfico, abra o Nautilus (uma pasta qualquer no seu Linux) e aperte Ctrl+L e digite:

smb://192.168.1.107

Os acessos as pastas e arquivos do Windows vão depender das configurações efetuadas no Windows:

  • -se as pastas estão compartilhadas
  • -se está para solicitar senha
  • -…

Além desse pacote, voçê pode, se quiser, instalar outros que te ajudem caso precise de acessos e configurações do Samba em modo gráfico, dessa forma voçê pode instalar esse conjunto abaixo

apt-get install samba smbclient swat samba-doc

O script de instalação faz duas perguntas. A primeira é se o servidor deve rodar em modo daemon ou sob o inetd. Responda “daemons” para que o servidor rode diretamente. Isso garante um melhor desempenho, melhor segurança e evita problemas diversos de configuração relacionados ao uso do inetd, serviço que está entrando em desuso.

Em seguida ele pergunta: “Gerar a base de dados para senhas /var/lib/samba/passdb.tdb?”. É importante responder que “Sim”, para que ele crie o arquivo onde serão armazenadas as senhas de acesso. Como explica o script, “Caso você não o crie, você terá que reconfigurar o samba (e provavelmente suas máquinas clientes) para utilização de senhas em texto puro”, o que é um procedimento trabalhoso, que consiste em modificar chaves de registro em todas as máquinas Windows da rede e modificar a configuração de outros servidores Linux. Muito mais fácil responder “Sim” e deixar que ele utilize senhas encriptadas, que é o padrão.

Com os pacotes instalados, use os comandos, reinicie o samba

/etc/init.d/samba start
/etc/init.d/samba stop

Por padrão, ao instalar o pacote é criado um link na pasta “/etc/rc5.d”, que ativa o servidor automaticamente durante o boot. Para desativar a inicialização automática, use o comando:

update-rc.d -f samba remove

Para reativá-lo mais tarde, use

update-rc.d -f samba defaults

Você pode verificar qual é a versão do Samba instalada usando o comando “smbd -V”, como em:

smbd -V

Para compartilhar pastas do Linux na rede, você pode utilizar o Swat, para isso voçê deve criar um usuário samba antes e liberar a porta do serviço para acesso pelo browser, para criar um usuario samba, ativar a porta 901 do localhost , segue respectivamente os comandos abaixo, mais informações dos comandos use o “man comando”, aqui é só uma luz para você poder utilizar

Logar no swat

smbpasswd -a marcos
http://127.0.0.1:901/(No seu navegador, será solicitada a senha do samba, se não houver use do seu usuário para acesso ao seu Linux)

Para que a alteração efetuada no Swat entre em vigor, reinicie o inetd com o comando:

/etc/init.d/inetd restart

Obs.:O Swat não usa encriptação de senha, ou seja, se alguém sniffar sua conexão, verá sua senha nos pacotes do TCP/IP, para que isso não ocorra voçê pode acessá-lo pelo túnel SSH, da seguinte forma

ssh -f -N -L901:192.168.1.107:901 -l login 192.168.1.107

Para criar compartilhamento use o shares:

http://127.0.0.1:901/shares

Veja um vídeo sobre Samba

Clique Aqui para Ver o Vídeo

Curso Extremamente Avançado em Shell Script Bash

Você irá descobrir técnicas avançadas de escrever em Shell Script. Como criar instaladores para distribuições Linux, Animações, Documentações, além de tudo sobre Processos em sistemas tipo UNIX, detalhes sobre Comandos Avançados e Muito Mais !